Internet hoje

Posts Tagged ‘Diversos

O prêmio do sorteio da mega sena deste sábado 28/03 saiu para um bilhete de Curitiba, o sortudo levou R$ 8,2 milhões .

Os números sorteados foram 01 – 03 – 16 – 18 – 41 – 42. O sorteio aconteceu na cidade de  Campos dos Goytacazes (RJ).

Na quina, 60 apostas ficaram com o prêmio de R$ 20.333,07 cada. Outros 5.220 bilhetes acertaram os quatro números da quadra e levam o prêmio de R$ 233,71.

O próximo sorteio acontece na quarta-feira.

Este é o Resultado mega sena concurso 1060 de sábado 28 de março de 2009

Anúncios

Resultado Mega sena 1081 – 10 de junho

A Caixa Econômica Federal sorteou nesta quarta-feira (11), em Paranavaí (PR), as dezenas do concurso número 1.055 da Mega-Sena. Confira os números sorteados: 12 – 15 – 16 – 20 – 27 – 32 O prêmio é de R$ 10 milhões, e a Caixa ainda não informou se houve ganhadores. Se aplicado na poupança, o prêmio renderia R$ 70 mil por mês, o equivalente a 150 salários mínimos, segundo a Caixa Econômica Federal.

Uma cópia do primeiro livro da série Harry Potter foi vendido por mais de US$ 19 mil (R$ 45 mil) nos EUA, diz uma casa de leilões de Dallas.

“Harry Potter e a Pedra Filosofal” foi uma das 200 cópias lançadas com embalagem ilustrada pela editora inglesa Bloomsbury. A obra de 1997 sobre o garoto mago foi publicada nos EUA com o título “Harry Potter and the Sorcerer’s Stone” (“Harry Potter e a Pedra do Feiticeiro”, em inglês) e inclui um cartão ilustrado assinado pela autora J. K. Rowling.

O valor de venda, de US$ 19.120 foi quase o dobro do último recorde de venda de um livro de Harry Potter, disse a casa Heritage Auction Calleries. O comprador foi um colecionador de quadrinhos antigos de Dubai, nos Emirados Árabes, cuja esposa é fã do mago.

Rowling acabou escrevendo sete livros da série Harry Potter, que terminou em 2007 e vendeu mais de 300 milhões de cópias em todo o mundo.

Depois de passar por São Paulo, os Backstreet Boys se apresentam na noite deste sábado (7) no Rio de Janeiro, com a turnê “Unbreakable”, nome do último álbum do grupo, lançado em 2007. O show começou às 22h15, no Citibank Hall, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Ao som de “Larger than Life”, a boy band subiu ao palco num grande ringue de luta.

Para quem havia se esquecido da existência dos Backstreet Boys, o quarteto americano dá o recado: está de volta à ativa e cheio de energia.

Em entrevista ao G1 por telefone, o cantor A.J. McLean contou que o grupo já está em estúdio trabalhando em seu próximo álbum, previsto para sair em 2009.

“Devemos voltar ao estúdio ainda em março para finalizar as gravações do novo álbum de inéditas no início de junho. O primeiro single deve sair em julho ou agosto. Em seguida, a gente volta à estrada para uma nova turnê”, adiantou.

Se o show carioca for parecido com o da capital paulista, os fãs podem esperar quase duas horas de apresentação, com direito a hits antigos e números-solo de cada um dos integrantes.

Na próxima semana, todas as agências da Caixa Econômica Federal vão oferecer a emissão e a regularização gratuita do Cadastro de Pessoa Física (CPF) para as mulheres. A ação faz parte das comemorações do Dia Internacional da Mulher. O serviço será disponibilizado entre os dias 9 e 13 de março, das 11h s 16h. Sem este documento, não é possível abrir contas bancárias ou ser titular de programas sociais.

As mulheres maiores de 18 anos devem levar um documento de identificação que contenha os dados de filiação e data de nascimento, além do título de eleitor ou documento de dispensa de alistamento eleitoral. Quem ainda não tiver 18 anos, pode ser representado por um dos pais ou responsáveis, que deverá levar a certidão de nascimento ou documento que contenha os dados de filiação e data de nascimento da criança ou adolescente, além de seus documento de identificação.

As mulheres com idade entre 16 e 18 anos que tiverem documento de identificação com filiação e data de nascimento podem solicitar a emissão ou a regularização do CPF sem a presença de um responsável.

Atualmente, a emissão do CPF custa R$ 5,50 e pode ser feita nas agências da Caixa, do Banco do Brasil e da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT). De acordo com a Caixa, desde 2004, 1,5 milhão de mulheres já emitiram o documento gratuitamente por causa da campanha realizada pela instituição.

Fonte: AE

Tendência internacional há algum tempo, a moda indiana vai ganhar mais força no Brasil com a novela “Caminho das Índias”, apostam os comerciantes, que já se preparam – com dedos cruzados – para um boom semelhante ao que aconteceu com os produtos orientais durante a exibição de “O clone“, também de Glória Perez.

Na época, até o improvável anel-pulseira de Jade (Giovanna Antonelli) virou mania. Na região da Saara, no centro do Rio, percorrida na última terça-feira pela Revista da TV, as lojas já reforçaram o estoque de echarpes, calças saruel e coloridas bijuterias indianas, enquanto as vendedoras se preparam para explicar como se amarra um sari, linda vestimenta típica que vem sendo usada no horário nobre por atrizes como Juliana Paes, Cleo Pires, Eliane Giardini e Nívea Maria.

A figurinista da novela das oito, Emilia Duncan, sabe que as brasileiras não vão sair por aí, sem mais nem menos, envoltas em saris, mas acha que algumas peças da novela vão pegar.

– A moda indiana é uma tendência lá fora. A atriz inglesa Liz Hurley, por exemplo, é casada com um indiano e já foi a festas usando saris lindíssimos, mesmo não estando na Índia. Mas tudo sempre começa pelos adereços, que são mais fáceis de serem assimilados – explica a responsável pelo visual dos personagens de “Caminho das Índias“, fruto de meses de pesquisa.

Emilia acha que a calça saruel, que está ensaiando sua volta há um tempo, deve finalmente invadir as ruas. E aposta ainda nas echarpes masculinas usadas por Marcio Garcia – o herói Bahuan – como hit do inverno.

– Acredito que com o colapso da era Bush, nós voltamos nossos olhares para o Oriente, que trouxe uma nova filosofia e ideia de conforto. Por isso também vemos a influência desse guarda-roupa no nosso dia-a-dia – analisa Emilia.

Ricardo Andrade, dono da loja Ramayana, de artigos indianos, no Centro, diz que a procura por esses itens começou no fim no ano passado, mas há duas semanas o movimento cresceu bastante.

– Foi assim com as novelas “Estrela guia”, que tinha um visual mais hippie, com “O clone”, que fez crescer a demanda por odaliscas, e será assim com “Caminho das Índias”. Os homens vêm atrás das calças molinhas e batas. As mulheres, das túnicas, vestidos, lenços e bijuterias – afirma.

A comerciante Rafaela Oliveira, dona da loja Balisun, de objetos de decoração, também espera faturar mais no rastro da novela, que tem ricos cenários no núcleo do Rajastão:

– Os móveis orientais remetem muito ao conforto, paz e espiritualidade. As almofadas, futons, incensos, bandôs e os ganeshas (Deus hindu com cabeça de elefante e corpo humano) também têm uma ótima saída.

Onde encontrar

RAMAYANA: Rua Senhor dos Passos 149, Saara, Centro (2221-0391).Tem echarpes coloridas entre R$ 10 e R$ 30. Vestidos indianos a R$ 69 e calça saruel a R$ 69.

BALISUN (ROUPAS E ACESSÓRIOS): Rua da Alfândega 289, Saara, Centro (3852-59-50). Os saris custam R$ 99 e as pulseiras saem a R$ 15 ( o conjunto com 10). Os colares e braceletes custam a partir de R$ 39.

BALISUN (DECORAÇÃO): Rua Senhor dos Passos 186, Saara, Centro (2507-1216). As almofadas, hit da loja, vão de R$ 45 a R$ 99.

SARAH KALI: Rua da Alfândega 323 (sobreloja), Saara, Centro ( 2224-9736). A loja oferece vestidos, saruel, lenços e até CDs indianos. Os preços são sob consulta.


Ultimas not�cias

tt

dd