Internet hoje

Posts Tagged ‘Europa

Recall Ferrari F430 SpyderO recall da Ferrari F430 Spyder fabricados entre 2005 e 2007 que havia sido anunciado pela fabricante italiana há duas semanas na Europa chegou aos modelos que foram importados para o Brasil.

A Via Itália, importadora oficial da marca Ferrari no país, convoca os proprietários de 21 unidades do F430 Spyder para agendar a instalação gratuita de um isolante térmico da mangueira hidráulica da capota. Ao todo, o recall atinge 1.950 unidades do F430 Spyder no mundo.

Os proprietários devem agendar o serviço pelo telefone (11) 3086-0992. De acordo com a Ferrari, há possibilidade, embora remota, de aquecimento e rachadura da mangueira, originando fumaça e até um princípio de incêndio.

Chassis convocados para o recall:
ZFFEW59A360146772
ZFFEW59A560149608
ZFFEW59A570153435
ZFFEW59A660147902
ZFFEW59A660148810
ZFFEW59A760148363
ZFFEW59A860149764
ZFFEW59A870151453
ZFFEW59A870156331
ZFFEW59A960146906
ZFFEW59A960149188
ZFFEW59A960150678
ZFFEW59AX60147353
ZFFEW59AX60149765
ZFFEW59L270152260
ZFFEW59L270152775
ZFFEW59L470153264
ZFFEW59L670154237
ZFFEW59L770153436
ZFFEW59LX70151454
ZFFEW59LX70155228

Anúncios

Um sistema pioneiro permitirá que os médicos acompanhem os pacientes com Mal de Parkinson através de controle remoto, através de um sofisticado programa de informática com conexão sem fio ao hospital onde são tratados.

Isso será possível graças a uma tecnologia inovadora projetada por uma equipe de médicos, liderada por espanhóis, segundo informações de hoje de Madri.

Trata-se do projeto Perfom, coordenado pela Siemens Espanha, no qual trabalham sete países da União Europeia (UE).

O Parkinson é uma doença até agora sem cura, originada por uma degeneração dos neurônios dopaminérgicos da substância negra, e que afeta duas em cada mil pessoas, normalmente com mais de 60 anos.

Os pacientes que participam de forma voluntária do projeto são portadores de uma variedade de micro-sensores incorporados na roupa, em camisas elásticas, munhequeiras e tornozeleiras.

A ideia é controlar de forma remota o estado dos pacientes, muito variável, rapidamente.

Assim, a informações micro-sensores é recebida e há a detecção da evolução dos doentes: se a mobilidade é boa ou ruim, se têm problemas ao caminhar, se caem, se piora sua capacidade para falar, entre outros aspectos.

Um sofisticado software, projetado pela Universidade Politécnica de Madri, permitirá interpretar os dados recebidos do paciente.

O tratamento atual para estes pacientes consiste em calibrar a medicação de acordo com consultas médicas pontuais e com dados apresentados pelo próprio doente, que oa anota em um diário ou agenda.

Com o novo sistema, o médico terá informação exata e concreta da situação do paciente, o que evitará deslocamentos, internações e erros na medicação.


Ultimas not�cias

tt

dd